Home Economize Casa Verde e Amarela pode ter grande novidade em breve

Casa Verde e Amarela pode ter grande novidade em breve

by Logan Nelson
.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Os limites de renda familiar bruta para quem quer adquirir um imóvel por meio do Casa Verde e Amarela, foram elevados

.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Na última quinta-feira (7), o Conselho Curador do FGTS aprovou medidas para destravar o programa habitacional Casa Verde e Amarela, que foi impactado pela alta de custos e queda da renda das famílias.

Aumento no teto

Dessa forma, os limites de renda familiar bruta para quem quer adquirir um imóvel por meio do programa habitacional foram elevados. Assim, a subfaixa 1, de renda entre R$ 2.400,00 e R$ 2.600,00 teve o teto ampliado para R$ 3 mil. Contudo, a faixa mais baixa, de até R$ 2.400,00 foi mantida.

Acima dessas faixas, foi aprovada a elevação de valores do grupo intermediário, de R$ 2.600,00 a 4 mil reais, para R$ 3 mil a R$ 4.400,00 mensais. Além do grupo de renda maior, que passou de R$ 4 mil a R$ 7 mil para R$ 4.400 a R$ 8 mil.

Sugestões para você

“As medidas representam avanços para melhorar a condição de quem produz (construtoras) e manter a condição de compra do cidadão brasileiro que quer adquirir seu imóvel”, afirmou Alfredo Santos, secretário Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional, numa apresentação online promovida pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic).

José Carlos Martins, presidente da Cbic, afirmou que as medidas “são excelentes e ajudam bastante”.

De acordo com Santos, as medidas correspondem a uma ampliação de até R$ 19 mil na capacidade de financiamento das famílias. E as reduções nas taxas de juros serão de 0,75% e 1,16% nas faixas do Casa Verde e Amarela. Dessa forma, 31% da carteira do programa será contemplada com a redução dos juros.

Pró-cotista

Ademais, foram aprovadas mudanças no programa Pró-Cotista, destinado a famílias que não se enquadram no Casa Verde e Amarela.

De acordo com o secretário, até o final do ano haverá uma redução da taxa de juros Pró-Cotista de 1%, ficando em 7,66% ao ano, para imóveis avaliados em até R$ 350 mil. Já para os imóveis com valores superiores, a redução será de 0,5%, para 8,16% ao ano. A expectativa é que as medidas entrem em vigor até 18 de julho.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Related Posts