Home Economize Fila de espera do Vale-Gás deve continuar grande em agosto

Fila de espera do Vale-Gás deve continuar grande em agosto

by Logan Nelson
.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Confira as previsões da fila de espera do vale-gás no mês de agosto e saiba quais os grupos que têm prioridade

.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Após um mês sem pagamentos, o vale-gás, benefício repassado pelo Governo Federal, voltará oficialmente em agosto. De acordo com o calendário oficial de liberações, o próximo repasse será dia 9 para aqueles com o NIS (Número de Identificação Social) final 1. 

Apesar disso, a fila de espera deve continuar, isso porque, de acordo com as informações oficiais, a lista de espera para a entrada do vale-gás nacional está com mais de 18 milhões de pessoas. 

Vale ressaltar que todos aqueles que estão na fila cumprem todas as regras necessárias para participar do programa social, entretanto, ainda não conseguiram entrar na folha de pagamentos. Sendo assim, a previsão é que a situação siga semelhante ao menos até o fim de 2022. 

Além disso, a PEC dos Benefícios, que foi oficialmente aprovada pelo Congresso Nacional, prevê a liberação de verba para que haja o aprimoramento do vale-gás. Entretanto, o valor contemplará apenas aqueles que já estão no projeto social, ou seja, pouco mais de 5 milhões de pessoas. 

Em teoria, o Ministério da Cidadania poderá adicionar mais famílias na folha de pagamentos no próximo mês de agosto. Contudo, é possível que o número de novos beneficiários seja baixo e a fila continuará. 

Sugestões para você

Portanto, é preciso ressaltar que a fila de espera só ocorre quando o número de pessoas para receber o benefício é maior que a quantidade de vagas disponíveis. Ou seja, exatamente o que ocorre com o vale-gás. 

Vale-gás

Primeiramente, o projeto deste benefício prevê que aqueles que têm direito ao depósito são os cidadãos cadastrados no CadÚnico ou no BPC (Benefício de Prestação Continuada). Ademais, é preciso ter uma renda per capita menor do que meio salário mínimo, isto é, R$ 606. 

Dessa forma, caso a pessoa esteja de acordo com os requisitos citados, poderá fazer parte do benefício. Atualmente, o Governo Federal definiu uma nova portaria que cria uma lista de prioridades para o programa. 

Sendo assim, as pessoas que estão cadastradas no Auxílio Brasil e pessoas em situação de extrema pobreza têm prioridade na fila. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Sergey Neanderthalec / Shutterstock.com

Related Posts