Home Economize Golpista de criptomoedas é preso em Minas após denúncias

Golpista de criptomoedas é preso em Minas após denúncias

by Logan Nelson

Um golpista de criptomoedas foi preso pela Polícia Civil de Minas Gerais nesta quinta-feira (7), após denúncias de vítimas de seus esquemas. Com um comércio de fachada no centro do município de Juiz de Fora, ele captava clientes com falsas promessas.

Nos últimos anos as criptomoedas surgiram como um tema de grande interesse para a população mundial, visto que a tecnologia promete ser uma nova opção de moeda para uso no cotidiano.

Como essas moedas são negociadas em plataformas específicas, o valor de mercado de cada criptomoeda é definido pelo próprio mercado. Similar ao Real, o Bitcoin, por exemplo, não garante rentabilidade ao seu detentor, visto que esse é apenas um meio de troca.

Contudo, como há operações no câmbio e o Bitcoin passou por grandes valorizações, muitos se interessaram pela novidade como um investimento. Dessa forma, a brecha para golpes financeiros foi aberta.

Possível golpista de criptomoedas é preso em loja após denúncias

Na região da Zona da Mata em Minas Gerais, no centro de Juiz de Fora, um homem de 46 anos vivia uma suposta vida de luxo, ostentando em suas redes sociais fotos de helicópteros, viagens e presença em eventos sociais.

Para justificar essa vida confortável, ele tinha uma loja no município onde trabalhava com ofertas de investimentos em criptomoedas. Seu público alvo eram pessoas de classe-média, que esperavam estar indo ao encontro de um empresário sério.

Ao entrar no local, os clientes recebiam as propostas de lucros certos com criptomoedas, momento em que as fotos de luxo em redes sociais eram exibidas.

Os investidores então se encantavam com a possibilidade de grandes lucros de forma rápida e já realizavam a transferência de valores para o suspeito. Após isso, ele chegava a enviar imagens de supostos benefícios pagos as vítimas, mas tudo não passava de fachada.

Segundo investigação da Polícia Civil de Minas Gerais, ele não cumpria com as promessas feitas e sumia com o dinheiro das vítimas.

Após as investigações, a Vara Criminal de Juiz de Fora expediu mandado de prisão contra o suspeito, cumpridas nesta quinta. Após campana dos policiais na porta do comércio, ele foi encontrado e agora responderá por crimes de estelionato, segundo O Tempo.

Polícia pede que vítimas se identifiquem

Como a PCMG ainda não sabe quanto de prejuízo foi deixado pelo suspeito, agora seguem as buscas por mais vítimas do esquema fraudulento, que podem procurar as autoridades e ajudarem nas investigações com seus relatos.

Em casos assim, é comum que os golpistas nem mesmo utilizem as criptomoedas, apenas a sua imagem para praticar as fraudes contra vítimas.

Related Posts