Home Economize Inflação nos vizinhos faz o Real ganhar poder de compra

Inflação nos vizinhos faz o Real ganhar poder de compra

by Logan Nelson
.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Devido a desvalorização do peso argentino, muitos brasileiros têm visto o país vizinho como um bom destino para viajar

.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Devido a desvalorização do peso argentino, muitos brasileiros têm visto o país vizinho como um bom destino para viajar. Contudo, o aumento do poder de compra do real não é um fator isolado, pois fatores econômicos externos e crises políticas domésticas têm forçado a cotação de outras moedas latino-americanas frente ao dólar e também ao real. Dessa forma, torna-se vantajoso viajar para determinados destinos da América Latina.

Desvalorização

De acordo com dados do site Decolar, cidades como Buenos Aires e Bariloche (Argentina), Santiago (Chile), Montevidéu (Uruguai) e Lima (Peru) estão, desde o início de 2022, entre os destinos internacionais mais procurados por turistas brasileiros. Essa decisão coincide com os países cujas moedas desvalorizaram mais ante o dólar do que o real.

Assim, o Estadão ouviu especialistas que afirmaram que em 2021 o real apresentou melhor desempenho perante o dólar do que os pesos mexicano, chileno e colombiano, por exemplo.

Sugestões para você

Para Francisco Nobre, economista da XP, a elevação dos preços das commodities também pressiona as moedas sul-americanas, devido à dependência dos países dos produtos que são negociados em dólar.

Conversão

Em síntese, a variação do câmbio das moedas latino-americanas é grande, por isso é preciso fazer as contas com precisão para identificar qual é o país mais vantajoso em poder de compra.

De acordo com o especialista Liao Yu Chieh, do C6 Bank,  o turista deve se preparar comprando dólares aos poucos, e não pesos (de qualquer país). Pois, além da conversão ser mais vantajosa, parte dos comércios desses países costuma aceitar a moeda norte-americana.

Ademais, com a desvalorização constante das moedas de vários países da América Latina, a compra da moeda local somente no destino impede que o consumidor tenha prejuízo ao ficar com ‘sobras’ de moeda fraca. Entretanto, o dólar sempre pode ser usado em outras ocasiões.

De acordo com especialistas, o consumidor deve estar atento às taxas de conversão de moeda estrangeira. Pois, ao utilizar o cartão de crédito, automaticamente é embutida uma taxa de 6% e IOF.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Siga-nos no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram, e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Andrzej Rostek / shutterstock.com

Related Posts