Home Economize Itaú irá lançar tokens de recebíveis ainda em 2022

Itaú irá lançar tokens de recebíveis ainda em 2022

by Logan Nelson
.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

O Itaú Unibanco anunciou sua nova plataforma para negociação de tokens com previsão de lançamento ainda este ano

.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Na última quinta-feira (14), o Itaú Unibanco anunciou sua nova plataforma para negociação de tokens com previsão de lançamento ainda este ano desses produtos de investimento para o varejo.

O lançamento faz parte do plano do Itaú, que é o maior banco da América Latina, de capitalizar o interesse dos clientes por ativos digitais e estar na frente em um setor que pode movimentar bilhões de reais nos próximos anos.

Ativos digitais

A ação vem em um momento onde há previsões de que uma parte importante dos ativos financeiros, como recebíveis e debêntures, serão vendidos via token, que é uma representação digital de produtos.

Dessa forma, a plataforma do Itaú emitirá a distribuição e a custódia dos tokens, o que irá agilizar, baratear e simplificar sua emissão, custódia e negociação.

“Dá pra imaginar que cerca de 10% dos ativos de mercado nos próximos serão via tokens”, afirmou Vanessa Fernandes, chefe da recém-criada Itaú Digital Assets.

Sugestões para você

O Itaú concluiu recentemente uma operação experimental com tokens de duplicatas de uma empresa cliente, emitindo R$ 360 mil, com prazo de 35 dias, comercializada no private bank. Assim, já se prepara para ofertar o serviço para uma base mais ampla de clientes.

De acordo com Vanessa, por meio da simplificação e redução dos custos das operações possibilitadas através dessa plataforma, os clientes teriam acesso a melhores taxas de serviço, por exemplo.

Assim, os clientes poderiam pagar taxas de administração menores do que as cobradas sobre produtos tradicionais de investimento.

Criptomoedas

Fernandes explicou ainda que a iniciativa visa à crescente demanda de clientes por ativos digitais, porém tem relação com as criptomoedas, como bitcoin e ethereum.

Contudo, o Itaú estuda disponibilizar uma funcionalidade de compra e venda de criptomoedas a clientes de varejo, afirmou Vanessa. “Pode acontecer nos próximos dois anos”, pontuou ela.

Esta ação é uma virada na postura do Itaú, que tem sido conservador em relação às moedas digitais, por vezes limitando operações com clientes que negociam criptomoedas. De acordo com Vanessa, isso acontece em parte pelo fato de atualmente haver melhores ferramentas para detectar e evitar riscos, como os de lavagem de dinheiro.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Everson Mayer / Shutterstock.com

Related Posts