Home Geral OMS pode recuar e definir surto de varíola como emergência global

OMS pode recuar e definir surto de varíola como emergência global

by Logan Nelson

A menos de um mês, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu que a varíola dos macacos não era uma emergência de saúde global.

Mas, agora, a organização poderá mudar o próprio entendimento. O diretor-geral Tedros Adhanom quer que o comitê da OMS retome a discussão para reavaliar se o surto constitui uma emergência de saúde pública de interesse internacional.

À medida que o vírus continua a se espalhar, o diretor-geral disse na quarta-feira 6 que vai convocar o comitê durante a semana de 18 de julho, ou antes, se necessário. “Contínuo preocupado com a escala e a disseminação do vírus”, disse Adhanom. Ainda segundo ele, já foram registrados mais de 6 mil casos em 58 países.

-Publicidade-

Comitê de Emergência da OMS

A OMS define uma emergência de saúde pública de interesse internacional como “um evento extraordinário” que constitui um “risco de saúde pública para outros Estados por meio da disseminação internacional de doença.

“Os testes continuam sendo um desafio, e é altamente provável que haja um número significativo de casos que não foram detectados”, acrescentou Adhanom. “A Europa é o atual epicentro do surto, registrando mais de 80% dos casos em todo o mundo”.

A varíola dos macacos (Monkeypox), uma doença viral, ocorre principalmente na África central e ocidental, onde o vírus é endêmico — mas como parte do último surto, o vírus se espalhou para muitas regiões do mundo onde normalmente não é visto.

Os sintomas da varíola dos macacos podem incluir febre, dor de cabeça, dores musculares, inchaço dos gânglios linfáticos, calafrios, exaustão e uma erupção na pele que pode parecer espinhas ou bolhas. A erupção passa por diferentes estágios, desenvolvendo-se em pústulas antes de cicatrizar.

Related Posts