Home Economize Por que a educação financeira é fundamental?

Por que a educação financeira é fundamental?

by Logan Nelson
.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Entenda porquê a educação financeira é fundamental e quais hábitos essenciais podem ajudar uma pessoa a não ficar com o nome sujo.

Imagem: Chatham172 / Shutterstock.com

.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

O conceito de educação financeira envolve a forma como um indivíduo se relaciona com o dinheiro e entende as informações ligadas a ele. Para se ter ideia, o tema foi apontado como a ação social mais relevante para 47% das 73 instituições financeiras consultadas em um estudo realizada por duas associações brasileiras.

A educação financeira é importante e crucial porque tem o objetivo de conscientizar o indivíduo para todas as decisões que o uso do dinheiro for envolvido. Além disso, uma pessoa que compreende as oportunidades e os riscos tem poucas chances de se precipitar.

Por que a educação financeira é fundamental?

Ganhando cada vez mais espaço na sociedade, a educação financeira mostra-se relevante porque possui hábitos essenciais a serem seguidos e, por meio deles, recursos são garantidos para compras e investimentos necessários.

Sugestões para você

Entender quanto se ganha, saber economizar, não comprar por impulso e fugir de gastos desnecessários são exemplos de alguns hábitos essenciais. Cabe ressaltar que a educação financeira é para pessoas de qualquer renda. Uma boa educação pode proporcionar economias, sonhos realizados e investimentos sucedidos.

Educação financeira está ligada ao ‘nome sujo’?

Uma pessoa que não possui educação financeira e se perde em meio às dívidas pode ficar com o nome sujo. Estar negativado diminui as chances do consumidor comprar produtos e serviços utilizando, por exemplo, um cartão de crédito.

Muitos brasileiros acabam tendo informações adicionadas em bancos de dados, como Serasa e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), quando não pagam os débitos dentro do prazo estipulado. Por isso, seguir os hábitos essenciais da educação financeira pode garantir ao indivíduo uma vida mais tranquila.

O planejamento financeiro também é importante. De acordo com Gustavo Cerbasi, mestre em Finanças, reconhecer os erros, definir objetivos e reunir ferramentas, organizar a estratégia e apurar a técnica são imprescindíveis para melhorar a vida financeira.

Para Cerbasi, pensar sobre os hábitos que estão prejudicando a situação financeira é uma oportunidade para refletir e agir a partir do desconforto causado pelo comportamento atual. Analisar o orçamento de maneira qualitativa é a oportunidade de antecipar transtornos futuros e solidificar os projetos. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Chatham172 / Shutterstock.com

Related Posts