Home Economize Real tem 13º melhor desempenho entre 120 países

Real tem 13º melhor desempenho entre 120 países

by Logan Nelson
.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

O real teve o 13º melhor desempenho entre 120 moedas em relação ao dólar em junho e o Ibovespa teve a 20ª melhor performance.

.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

De acordo com um levantamento de classificação de risco Austin Rating realizado a pedido da CNN Brasil Business, o real teve o 13º melhor desempenho entre 120 moedas em relação ao dólar em junho, enquanto o Ibovespa teve a 20ª melhor performance entre os 79 principais índices das bolsas de 78 países.

Segundo o levantamento, a valorização do real em junho foi de 0,96% e o principal índice da bolsa de valores brasileira, no mesmo período, subiu 6,37%, levando em conta a valorização do dólar.

Cenário adverso

Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating, declarou para CNN Brasil que o desempenho do Ibovespa é positivo, principalmente considerando o cenário contrário, tanto no país, quanto no mundo.

“O Brasil teve uma boa performance diante do cenário que viveu em julho, bastante turbulento no ambiente político, o que gera preocupação grande nos investidores”, pontua.

De acordo com Agostini, no começo do mês, com a inflação e alta de juros nos Estados Unidos, houve uma iminente recessão. Dessa forma, mercados considerados arriscados, como o brasileiro, perderam investimentos. “Poderia ter sido ainda pior, considerando o contexto, e superou as expectativas. Poderíamos ter terminado o mês abaixo de 100 mil pontos”, destaca.

Sugestões para você

Ainda de acordo com Agostini, o real ainda deve ter um período de ajuste. Contudo é difícil estabelecer uma tendência. “Iniciando o processo de campanha eleitoral, podemos ver esse câmbio se mexer mais em relação ao que está agora, e pelo lado da desvalorização. Há uma herança fiscal muito grande para 2023, e a maioria das propostas dos candidatos vão na direção de manter o fiscal bastante fragilizado”, alertou.

Desempenho das moedas

Portanto, no mês de julho, as cinco moedas que tiveram o melhor desempenho foram:

  • Belarus (35,40%);
  • Geórgia (6,28%);
  • Papua Nova Guiné (2,99%);
  • Israel (2,66%); e
  • Costa Rica (2,6%).

Já as moedas com os piores desempenhos foram registrados em países com crises políticas e em guerra:

  • Sudão do Sul (- 20,08%);
  • Paquistão (-14,86%);
  • Rússia (-12,38%); e 
  • Ucrânia (-19,98%).

Ademais, o peso argentino acumulou uma desvalorização de 4,58%, com a piora da crise econômica e política, ficando na 113ª posição. E o euro, com uma queda de 2,55%, ficou em 98ª, no mesmo mês em que alcançou a paridade com o dólar pela primeira vez em 20 anos.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então, siga-nos no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram, e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Related Posts