Home Economize Receita Federal vira alvo de golpistas e faz alerta contra os crimes

Receita Federal vira alvo de golpistas e faz alerta contra os crimes

by Logan Nelson
.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Com vários golpes virtuais, nem mesmo a Receita Federal se livrou dos criminosos. Veja como atuam estelionatários que usam o nome do órgão.

.fb-comments,.fb-comments span,.fb-comments span iframe[style]{min-width:100%!important;width:100%!important}

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Em um mundo onde a tecnologia domina nosso cotidiano, os golpes estão em alta e se tornam uma dor de cabeça para os cidadãos. Nem mesmo a Receita Federal se livrou dos criminosos.

De acordo com nota divulgada pela Receita Federal, os golpistas responsáveis ​​por essas fraudes no comércio eletrônico usam publicidade paga para enganar os consumidores. Continue a leitura e veja como agem esses estelionatários.

Receita Federal vira alvo de golpistas e faz alerta contra os crimes

Os golpes são realizados pela Internet. Os criminosos usam os nomes da Receita Federal e suas alfândegas em anúncios que vendem produtos a preços bem abaixo dos preços de mercado. São anúncios pagos que enganam os consumidores.

Segundo informações do órgão de fiscalização, os criminosos “utilizaram ilegalmente o nome da unidade da Receita Federal responsável pelas atividades de controle aduaneiro” (alfândega) na tentativa de simular autenticidade na aplicação do golpe.

Sugestões para você

Portanto, você deve ter muito cuidado, pois a Receita Federal informa que nem ela nem a Alfândega comercializam qualquer tipo de mercadoria.

“Essas unidades gerenciam e fiscalizam as atividades de controle aduaneiro, auxiliam e orientam os cidadãos e as atividades relacionadas ao combate às infrações fiscais e aduaneiras, incluindo a falsificação, pirataria, tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, tráfico internacional de armas de fogo e munições e lavagem de dinheiro e bens, direitos e valores ocultos, sujeitos à autoridade específica de outros órgãos”, esclareceu a instituição.

Outros tipos de golpes

Denúncias recebidas pela Receita Federal também apontam para um esquema de empréstimo em que a empresa acusada faz o valor liberado como condição do pagamento antecipado do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) da vítima.

A Receita Federal informou que recebeu denúncias de pessoas que fizeram transferências para pessoas físicas por meio do PIX para pagar as chamadas taxas, ou IOFs. A agência ressaltou que foi um golpe porque não fornece dados sobre impostos arrecadados por meio de repasses.

Especificamente, a cobrança do IOF é feita apenas por meio de documentos de recebimento federal (Darf) pagos pelo órgão que concede o crédito, e não pelo contribuinte. Por fim, o IRS também esclareceu que seus servidores não atendem a empréstimos ou entram em contato com você para receber tais pagamentos.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: SERGIO V S RANGEL / Shutterstock.com

Related Posts