Home Geral Rússia condena à prisão vereador que criticou ataques à Ucrânia

Rússia condena à prisão vereador que criticou ataques à Ucrânia

by Logan Nelson

Um tribunal de Moscou condenou, nesta sexta-feira, 8, o vereador russo Alexei Gorinov a sete anos de prisão. Isso porque o parlamentar criticou a invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro. Trata-se da primeira condenação por críticas feitas ao conflito no Leste Europeu.

A sentença, sem precedentes, aumenta a pressão sobre os críticos do Kremlin, que estão sendo perseguidos por condenar os ataques russos aos ucranianos. Gorinov, 60 anos, foi considerado culpado por “espalhar informações sabidamente falsas” sobre os militares russos — o que é considerado um crime no país.

O vereador está preso desde abril. Em março, durante uma reunião do Conselho Municipal, ele criticou a invasão da Ucrânia pela Rússia. Segundo a juíza Olesya Mendeleyeva, Gorinov enganou os russos sobre “as ações militares” no país vizinho, fazendo-os sentir ansiedade e medo.

-Publicidade-

O parlamentar denunciou a invasão russa até mesmo no tribunal. “Há cinco meses, a Rússia está promovendo hostilidades, chamando-as de operação especial”, afirmou. “Nos prometem vitória e glória. Por que, então, uma grande parte dos meus compatriotas sente vergonha e culpa? Estou convencido de que a guerra é o caminho mais rápido para a desumanização, quando a linha entre o bem e o mal desaparece. É sempre a morte, não aceito isso.”

Leia também: “Putin, a Mãe Rússia e o Ocidente”, artigo de Rodrigo Constantino publicado na Edição 102 da Revista Oeste

Related Posts